Só o amor é real

Um coração apertado, inseguro, cheio de desespero e tribulações não pode criar. Tão pouco uma mente. Como pode ter ideias, encontrar saídas e boas soluções sem espaço, sem novidade? Pensando exatamente da mesma maneira permanecemos iguais. 

O maior desafio é lidar com os problemas que mais nos incomodam ou aqueles que de tempos em tempos retornam para nos atormentar e levar a nossa paz embora. Não que a paz estivesse sempre presente, não é mesmo? Mas, é naquele breve momento de trégua, que tudo volta – de novo e de novo – isso quando não ocorre uma sequência de problemas e acontecimentos desagradáveis. Então pensamos: “A vida não está nos deixando em paz! “ Mas, não é a vida. Ela só faz o seu papel, sempre para o nosso despertar e atendendo às nossas vibrações. Ela faz o melhor que pode. Mas, somos nós que não estamos nos deixando em paz.

Os aspectos que temos mais dificuldade de lidar são aqueles que escolhemos NÃO CRIAR, ao invés disso, escolhemos ESPERAR e RECEBER. E quando esse algo não acontece ou não vem até nós do modo que desejamos, nós lamentamos, nos desesperamos. Mas, é exatamente assim que não só deixamos de criar, mas mandamos embora todo o nosso Poder. Essa é a hora de perguntar, ao invés de lamentar: “Onde estou vacilante? Onde estou hesitando, com dúvida, medo e distante do amor? Onde estou vivendo no drama e na ilusão que eu mesmo criei? Por que não estou exercendo o meu papel de co-criar? Por que estou escolhendo viver longe do amor, separado da Luz, na carência, na falta?”

Medo, dúvida, preocupação, vergonha, senso de incapacidade, todos esses sentimentos que nos levam para baixo, é tudo o que nos separa do Todo, por isso só o amor é real. Quando vivo esses sentimentos, estou vivendo na ilusão, porque estou negando qualquer Poder, estou agindo de forma contrária à lei do amor, estou abdicando da minha força, estou andando em direção à escuridão, dando as costas para a Luz. E como posso encontrar algo bom nisso? É por isso que os dramas e sofrimentos permanecem.  

Quando vivemos uma situação ou uma área de nossa vida não funciona bem é porque estamos resistindo a esse Poder, a algo maior. Estamos apagando a nossa Luz e esperamos sermos vistos para sermos salvos. Toda vez que negamos o nosso Poder, permanecemos na mesma situação. Lembre-se de todas as vezes que você fez uma escolha, deu um basta e agiu com força, com fé. O que aconteceu? Algo novo aconteceu! Não mais do mesmo. E qual a sensação? De força, de alívio, de Poder. 

Diante de nossos dilemas, estamos presos nos hábitos, agimos e pensamos da mesma forma. E vivenciamos o mesmo sentimento de impotência e uma espera que nunca acaba. Paramos de criar no ponto que mais pede criação. Esquecemos de determinar o que desejamos e nos colocamos como vítimas, e muitas vezes, como pouco merecedores. Começamos a buscar o que há de errado em nós e nos comparar com os outros e assim estamos apagando nossa Luz de novo, virando as costas para ela. É o contrário! Se algo não dá certo, estou comandando o contrário, o que falta não é algo errado em mim que precisa ser consertado, mas o que falta é o amor, o que falta é a escolha do que eu desejo e não ceder aos medos e me apagar baseado naquilo que não tenho, seja a saúde, o dinheiro, ou o que quer que seja. Falta o seu Poder de criar. E criar não é no desespero, criar é leve e divertido.

Para começar desconstrua quem você é nesse momento. Porque aí está a imagem de quem não está conseguindo, de quem está doente, de quem é incapaz, incompleto. Isso está presente em algum nível. Então desconstrua. Você não é mais filho ou filha, não é mais dono ou dona de casa, não é mais irmão ou neto, você não é pai, não é mãe, não é marido, não é esposa, não é empregado ou chefe, ou um estudante. E como estão os problemas agora? Maiores ou menores? Sinta tudo isso que o incomoda e deixe ir com todos os seus papéis, qualquer peso e problema que você criou  a partir deles. O que vai embora é o Ego. O que fica em você é Alma, é espírto, é a Essência Divina. E é a partir disso que sua criação recomeça. 

Tudo o que nos causa dor, desespero, medo é uma ilusão, que nos afasta de nosso Poder de criação. Mas, nós acreditamos nisso. E o caminho da ilusão, é mais ilusão, não há como sair disso. Com o amor, com a força, comandando aquilo que desejamos – e merecemos – caminhamos em direção à Luz. Na Luz já não estamos mais só, na Luz nos orientamos, nos encontramos. Se algo o aflinge e você não consegue mudar ou sair disso diga a si mesmo que “só o amor é real”, todo o resto é ilusão. Então aja a partir do que leva ao amor, direcione seus pensamentos, seus sentimentos e ações para o amor, exerça o seu Poder de Criar com o Criador, determine o que você quer (não o que é possível, não o que as pessoas gostariam, mas aquilo que sente ser bom para você) e passe a focar e acreditar nessas duas forças poderosas, o amor e a criação. Só o amor é real.

Com todo o meu amor,

Natalia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s