Uma prece de entrega e confiança

Algumas pessoas relatam como são seus dias e sua experiência realizando uma atividade em um novo estilo de vida, uma dieta ou práticas de exercícios físicos, mas o que desejo compartilhar é a minha experiência de uma rotina consciente diária de um profundo contato com a minha Alma. Hoje faz exatamente 36 dias que estou em um trabalho intenso de conexão, em meu plano de #365diasdeconexaocomaalma. E o que aconteceu nesse periodo é algo dificil de explicar, mas tentarei encontrar a melhor maneira para sintetizar essa primeira fase, meu primeiro mês. E sim, o que já posso adiantar é que está valendo muito a pena.

Foram muitos, muitos insights, altos e baixos, novos conhecimentos e altos e baixos de novo. Passei por tantos processos que fui levada ao recolhimento – sem opção de escolha. Por todos estes dias quase não tive acesso às redes sociais e não encontrava palavras para registrar o que estava passando e tudo que estava sendo transformado dentro de mim. Senti tudo isso intensamente em minha mente, em meu corpo, em meu espírito. Questionei todas as coisas que me pareciam certas e pude ter a graça de em muitos instantes me sentir verdadeiramente guiada por Algo Maior, pude sentir uma energia de força e um estado de presença mesmo em momentos desafiadores. Percebi pessoas a minha volta passando pelo mesmo processo de transformação. Experimentei o cansaço e a insônia alternando com excesso de sono, e choro em muitos momentos – hora de limpeza, hora de uma emoção difícil de ser explicada, como se estivesse mesmo “retornando para casa”.

Minha rotina de conexão está bem diferente do início. Fui modificando de forma intuitiva até encontrar um caminho confortável nessa minha Jornada. Tenho trabalhado com as afirmações – as quais não abro mão – e experimentei diferentes tipos de meditação.

O que mais me marcou em relação às práticas foi o exercício de entrega, que me permitiu acalmar todas essas sensações e oscilações. Eu chamo esse processo de Redenção. E há muitos modos de se fazer isso. Já tinha praticado antes, de forma um pouco diferente, mas teve o mesmo efeito profundo. E pode auxiliar bastante quando estamos trabalhando com nossa Alma. Na Redenção é quando você deixa – realmente – de desejar (de resistir) se manter no controle de tudo, quando exercita a fé como jamais fez antes, simplesmente porque não sabe mais a que se prender. É quando relaxa na confiança de quem nunca está (nunca esteve) só. Normalmente, podemos repetir o processo mais de uma vez, mas se realmente for capaz de sentir essa redenção, conseguirá perceber uma mudança especial em seu estado de conexão, mesmo que por vezes, ainda se perceba tentando controlar tudo. Eu mesma me pego, em determinadas circunstâncias, querendo assumir o controle de todas as coisas e especialmente dos resultados, momentos em que o medo o a preocupação quer tomar conta. Mas de algum modo, sinto dentro de mim uma luz piscando que me lembra “confie e nao resista à luz, abra-se a essa energia”.

Aos poucos espero compartilhar alguns destes insights e revelações. E hoje compartilho essa prece que recebi durante esse período, que pode ajudar você a se abrir para experimentar esse processo de “deixar fluir na confiança”. Como sempre, siga a sua intuição e o que seu coração pedir. Você saberá, acredite!

Prece de Redenção:

“É no estado de total redenção – sem resistência – totalmente entregue que encontrará a cura.”

Deus, eu me rendo a ti, eu confio e entrego a ti os meus problemas e a minha vida. Eu entrego o meu futuro. Eu me rendo a ti e a essa Força Suprema. Eu quero viver na plenitude, nesse estado magnífico onde tudo pode ser manifestado. Onde existe a alegria, a fartura, a abundância como jamais pude ser capaz de imaginar. Em um estado em que as bençãos descem do céu sobre mim. Onde o amor é tão intenso que a felicidade é sentida a todo momento. Eu me rendo ao seu amor e me deixo envolver por sua Luz. Então, eu me transformo também em amor e me renovo. E desperto para uma vida renovada. Eu me rendo. Finalmente me rendo. Amém.

Com todo o meu amor,

Natalia Loyola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s